6 de janeiro de 2020

Aposentadoria por invalidez

A aposentadoria com deficiência é um dos benefícios da seguridade social. De acordo com a lei vigente, isso deve ser atribuído ao segurado, com ou sem auxílio-doença, e é considerado incapaz de trabalhar e incapaz de realizar atividades que garantam sua sobrevivência. Enquanto essa situação persistir, o valor monetário será pago. Outras questões envolvendo a aposentadoria por invalidez podem ser resolvidas também no aplicado empregador web desenvolvido pelo Governo Federal.

Quem tem direito a aposentadoria por invalidez?

De acordo com a avaliação dos médicos especialistas do INSS, a aposentadoria por invalidez é um benefício concedido aos trabalhadores com invalidez permanente, que são incapazes de realizar qualquer atividade laboral e não podem se recuperar em outras ocupações.

Enquanto a deficiência persistir, o benefício poderá ser pago ao segurado, é o mesmo poderá ser reavaliado pelo INSS a cada dois anos.

Inicialmente, os cidadãos devem solicitar o auxílio doença, que são os mesmos requisitos para aposentadoria com deficiência. Se o especialista encontrar uma incapacidade permanente para o trabalho, que não é possível recuperar nem realizar outra função, ele indicará uma incapacidade e assim ele indicará a aposentadoria por invalidez.

Conheça os requisitos para adquirir a aposentadoria por invalidez:

O período mínimo de carência para aposentadoria por invalidez é de 12 meses. A legislação isenta os benefícios do tratamento branda das seguintes doenças:

 Tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, esclerose múltipla, doença hepática grave, malignidade, cegueira, paralisia irreversível e incapacitante, doença cardíaca grave, doença de parkinson, espondiloartrite anquilosante, doença renal grave, de acordo com as conclusões da medicina especializada, doença de Paget (osteoartrite de deformação), síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) ou estágio tardio da poluição por radiação

A pessoa segurada deve fazer uma contribuição quando a doença ocorre ou, mesmo que atualmente não faça uma contribuição, ela deve estar pelo menos dentro de um período de carência.

A incapacidade deve ser permanente, é nesse caso a aposentadoria por invalidez pode resultar em subsídio de doença.

Se o segurado retornar ao trabalho, morrer ou recuperar sua capacidade de trabalhar, a aposentadoria por invalidez será encerrada.

Rescisão imediata nos dois primeiros casos e no terceiro caso, se o segurado recuperar a mesma capacidade de trabalho antes de ter recebido subsídios nos últimos 05 anos, também será rescindido imediatamente.

Se o segurado restabelecer sua capacidade de realizar outros tipos de trabalho, ele / ela continuará recebendo uma pensão por invalidez por vários meses.

Se o segurado restabelecer a capacidade de trabalho após 05 anos de recebimento do subsídio, ou se for parcialmente restaurado, ou quando o segurado restabelecer a capacidade de executar outro trabalho, a rescisão terminará gradualmente.

Nesses casos, o segurado continuará recebendo uma remuneração total dentro de 06 meses após a recuperação e em seguida, dentro de outros 06 meses, continuará recebendo 50% do valor da compensação. Em outros 06 meses, continuar recebendo o valor equivalente a 50 ¾. do que recebeu antes.

Valor da aposentadoria por invalidez

O cálculo do salário de aposentadoria por invalidez leva em consideração o salário de contribuição mais alto desde julho de 1994, o que equivalente a 80% do período.

Nenhum fator de segurança social é aplicado. Um Não há redução porque o coeficiente de 100% é aplicado aos salários calculados de bem-estar.

Se o segurado precisar de assistência para atividades da vida civil de terceiros, como dieta, higiene e outras atividades diárias, podem ser necessárias um aumento de 25% na aposentadoria. Para casos de aposentadoria por invalidez, essa não é uma interpretação da jurisprudência, mas disposição de leis legais é clara.

Pente fino aposentadoria por invalidez

Pente Fino é o nome da Lei do INSS autorizada pelas Medidas Provisórias 739 e 767, que é usada para cancelar benefícios por invalidez, especialmente aposentadoria por invalidez.

Reforma Previdenciária

Aposentadoria por invalidez permanente é o novo nome dado para a aposentadoria por invalidez. Os requisitos da concessão não foram alterados, apenas o método de cálculo do seu valor.

As regras para o cálculo dos salários de bem-estar seguem o sistema de reforma, levando em consideração a média aritmética simples de 100% do salário de contribuição do Banco Popular (desde 07/1994). Nesse nível médio, o salário médio anual de benefícios de 60% (60%) + 2% se aplica ao pagamento anual de contribuições que excedam o sexo masculino (vinte (vinte) anos) e 15 (quinze) anos para as mulheres. Informações complementares sobre as novas regras podem ser obtidas no aplicativo conectividade social da Caixa Econômica Federal.
Se os benefícios forem concedidos devido a um acidente de trabalho, doença ocupacional ou doença, o coeficiente será de 100% do salário do benefício, e não da regra dos 60%.